Natal Fora de Época

Por Folha

Eu queria que fosse Natal.
Mas não Natal e sim, o Natal.
Aquele Natal que sonhamos quando crianças.
Em que vivemos uma fantasia sem perder a inocência.

Aquele Natal envolto de alegria.
Abraçado pelo afeto e acalentado pelo amor.
Sim, eu queria que fosse Natal.
Não um Natal cheio de problemas.
Onde somente o pensar em tudo aquilo que o cerca lhe tira o colorido da
vida.

Não é Natal. Hoje é um dia comum, em que não há o que se comemorar.
Não há motivos para festas –Ou talvez haja. Um aniversário de alguém, por
exemplo.
Natal, onde está você, que de minha vida se mostra tão distante?
Antes, havia a ansiedade em sua espera.
Hoje, você passa e nem se quer deixa uma gota de saudade.

Será que as crianças são mais felizes que eu?
Bem, se o Natal passou eu não sei.
Mas, eu queria que fosse Natal.
Natal, um dia se você voltar, estarei aqui, de braços abertos a
lhe abraçar.