Comic Con: Uma experiência que deu muito certo

Por paulohenrique

Sim, para mim, a Comic Con aqui no Brasil é uma experiência que deu muito certo. Um evento que deu início nos Estados Unidos na década de 1960, além de fans de quadrinhos, hoje reúne uma legião de apaixonados por series de TV, filmes e games.

Apesar de ter sido minha primeira vez na Comic Con Experience, na última sexta-feira (4), foi mais do que uma tímida caminhada entre luzes, outdoors e estandes. Foi o início de novas aventuras. Claro que, nada se compara com a Meca Americana, o centro das atenções da indústria cinematográfica, mas aqui no Brasil não fica nada atrás, pelo que eu pude observar.

Acompanhado por Stormtroopers, Boba Fet, e Darth Vader, eu, de Han Solo congelado em carbonite, fiquei maravilhado em ser transportado nos corredores da feira. Tirando de cada um que me via sorrisos e selfies de todas as maneiras.

Tive um pouco de receio de pedir que me levassem a lugares desejados. Justamente por eu ainda não conhecer direito a feira, desejava estar em todos os lugares ao mesmo tempo e andar sem parar.

Depois do almoço, mais ou menos às 14h, ouvi nos altos falantes dizendo que, no estande da Fox, receberia Carlos Saldanha, o famoso diretor brasileiro de animações. Fiquei extremamente surpreso e no mesmo instante pedi que me levassem até lá.

Encantado, sabendo que o diretor de “Rio” e “A Era do Gelo” estaria no evento e que, acima de tudo, é um grande amigo, fiquei na ansiedade de sua espera. Sem muita demora, quando inesperadamente olho para minha direta, eu e ele nos olhamos com grande felicidade. Contei rapidamente dos momentos felizes que estou tendo, devido o meu reconhecimento lá fora, tanto pela DreamWorks quanto pela Pixar. Pude segurar em sua mão e mostrar grande carinho que tenho por ele. Mas tudo teve que ser muito rápido, pois ele teria que ir ao palco para dar sua palestra. Já feliz pela oportunidade, pedi que me levasse para passear na feira. Eis que, de repente, vem uma moça com um pôster da animação Snoopy, autografado por Carlos Saldanha, dizendo que era para mim!

IMG_1804
Carlos Saldanha, diretor de “Rio” e “A Era do Gelo” e um grande amigo!

Antes de ir a Comic Con, eu havia feito uma lista do que buscar no evento. Mas estando lá não tive ideia de onde ir e muito menos como ir atrás dos autógrafos que eu tanto queria.

Entre os autógrafos desejados estava o do ator John Rhys-Davies, que fez o anão Gimli, na saga “O Senhor dos Anéis”. Levei, então, o imenso livro da obra, além da edição especial em Blu-Ray do filme. Levei também “O Hobbit” para ser autografado pela atriz Evangeline Lilly, por ela ter sido a elfa Tauriel na versão cinematográfica. Estava comigo também meu sketchbook, para que o cartunista Frank Miller, convidado do evento pudesse autografá-lo. Outro autógrafo desejado era o do mestre dos quadrinhos brasileiro Maurício de Souza.

Diante de tanta gente e sendo escoltado por membros de Star Wars, fui sendo guiado nos destinos que eu escolhia. Pedi que me levassem até o estande de Maurício de Souza, pois queria ter a chance de conseguir o seu autógrafo. Chegando no local, havia uma imagem holográfica dele, com efeitos especiais muito divertidos. Estavam também presentes profissionais de seu estúdio, desenhando ao vivo para todos verem.

Boba Fet, Darth Vader, um Stormtrooper e de Han Solo congelado na carbonite
Boba Fet, Darth Vader, um Stormtrooper e eu, de Han Solo congelado na carbonite

Pedi a Sheila, a auxiliar de enfermagem que me acompanhou, checar onde o Maurício estaria. Momentos depois, disseram que as 17h ele estaria dando uma palestra no andar de baixo. Devido o horário estar próximo, fui levado para o local naquele instante.

Decididos a ir até onde o Maurício de Souza estava, entrei na palestra, que estava cheia, com a legião de soldados imperiais atrás de mim. Fui sendo guiado até o palco, quando de repente, o Maurício de Souza, que estava sentado falando ao microfone, nos olha. Ele então, começa a cantar baixinho no microfone, o tema do império. Naquele instante, todos ficaram atentos com a minha aproximação que tinha a companhia de Darth Vader. Mais próximo do palco, fui posicionado em um local para que eu pudesse assistir a palestra.

Um Scout Trooper que estava ao meu lado, sobe ao palco para falar com o Maurício de Souza. E, de repente, Maurício de Souza se levanta, pede ajuda para descer do palco e vem em minha direção. Todos que estavam presentes batem palmas e dão gritos de alegria pelo ato humilde de quem para mim é o mestre dos quadrinhos no Brasil e no mundo.

Pela primeira vez, pude pegar na mão do criador da Mônica e Cebolinha, responsáveis por fazer de minha infância, momentos jamais esquecidos, completos de grande alegria.

 

mauricio
Desenho que Maurício de Souza deixou em meu sketchbook!

Veja o vídeo

Quero poder dedicar um forte abraço, em agradecimento, a todos que me acompanharam. Jamais esquecendo a Dez Emergências, que dedicou seu completo profissionalismo, me concedendo a ambulância, para que eu pudesse estar no evento. Agradeço a Sheila Wesselka, uma verdadeira irmã, que há mais de dez anos, trabalhou aqui, nos ofertando extremo profissionalismo e sendo uma auxiliar que dedica aos enfermos. Minha total atenção e grande afeto. Agradeço aos amigos, de Star Wars, os quais foram responsáveis por esta nova aventura em minha vida. Foram realmente grandes irmãos, os quais já leram e ouviram tais palavras. Eu agora os quero sempre ao meu lado. Agradeço ao Omelete, que abriu as porta da Comic Con Experience, para que eu pudesse estar mais próximos do universo que eu tanto amo, séries, filmes e games. Além de Carlos Saldanha, quem encontrei de repente e a quem sempre terei um forte sentimento de irmão.

Muito obrigado a todos.